Entrevista prof. Dr. José Antônio Brufato Ferraz

Fala sobre a Endodontia, o aprendizado e crescimento em 2020

O endodontista e professor, José Antônio Brufato Ferraz, avalia 2020 como um ano de muito crescimento e aprendizado profissional e pessoal. Para isso, segundo ele, foi fundamental o empenho de TODOS, o que demonstra a importância e o valor do trabalho conjunto.  “Esforços muito grandes foram feitos para que mantivéssemos a possibilidade de continuidade de nossa atividade profissional com qualidade”, diz.  
Quanto as suas expectativas para 2021, ressalta “Como profissional e cidadão espero que aqueles que têm as rédeas de comando nos âmbitos federal, estadual e municipal, tomem as decisões necessárias para o bem comum e para nossa evolução como sociedade”.

 

ENTREVISTA EXCLUSIVA

Revista APCD-RP: O que mudou na Odontologia em consequência da pandemia?                                                                           
Brufato Ferraz: No início da pandemia o cirurgião dentista e equipe apareceram como os profissionais de maior risco de contágio dentre as equipes de saúde, mas ao longo do tempo foi observado que, apesar do maior risco eram aqueles de menor contágio, evidenciando que a classe sempre soube se proteger e proteger seus pacientes frente à contaminações e patógenos. Acredito que a Odontologia sairá muito mais reconhecida e fortalecida!

Nestes períodos críticos, consultas on-line são válidas?
On-line podem ser feitas orientações, atendimentos odontológicos exigem a ação direta do profissional e, por mais tecnológica que esteja se tornando, o cirurgião dentista e sua atividade presencial é, e sempre será, indispensável!

No dia a dia dos consultórios o impacto econômico foi expressivo?
Evidentemente algumas especialidades sofreram impactos maiores, mas, de maneira geral vivenciamos um aumento assustador de dores por apertamento, fraturas de restaurações e fraturas dentais, e, toda a rotina de emergências e urgências continuou presente de forma muito forte, acabando, assim à equilibrar o dia a dia dos profissionais.

Como descreveria os impactos nos cursos, desafiador e  estimulante?
Muitas adequações foram necessárias, principalmente em atendimentos em policlínicas, com as restrições de circulação e distanciamento social, mas, uma vez que se teve noções maiores do contágio e risco, medidas muito efetivas foram tomadas e hoje temos muita segurança em nossos atendimentos nos nossos cursos. Assim como em consultórios particulares se priorizou a exaustão e tratamento do ar ambiente bem como reforços em EPIs, conferindo assim plena segurança à alunos, funcionários, pacientes e professores!

O ensino a distância, interagindo com as aulas presenciais deve ser mantido?                                                     
Pessoalmente, achei positivo no aspecto de aproveitamento teórico, a possibilidade de aproximação com profissionais, à distância, em aulas e conferências também pode ser uma alternativa muito dinâmica para esses conteúdos, tanto para as aulas de graduação assim como para os cursos de Atualização e Especialização, mas no aspecto de interação e clínica deixa muito a desejar.

Os alunos, apesar das mudanças na dinâmica dos cursos, têm mantido o foco?
As gerações mais novas são muito conectadas às novas tecnologias, faz parte do dia a diadeles e até das interrelações sociais. Nesse sentido, acredito que o desafio maior foi para nós, os professores. Percebemos a necessidade de pensar no tempo de absorção de conteúdos e informação e, espacialmente, como coordenar o ensino dentro das janelas do computador que, por vezes, apresentam milhares de outras informações. Estratégias de parcelamento de conteúdo e dinâmicas mediadas com os alunos ampliaram  nossa compreensão para outras formas de permanência. Creio que esse momento peculiar trouxe estímulos, mantendo e ampliando o foco.

Quais deverão ser as inovações nos cursos da EAP da APCD-RP em 2021?       
Para o novo ano serão abertas novas turmas tanto de Atualização quanto Especialização, já incorporando estratégias e alterações sedimentadas e sempre abrindo campo para a inovação das dinâmicas pedagógicas. Temos projeto de manter encontros virtuais com alunos de cursos em andamento e ex-alunos, trazendo professores convidados nacionais e internacionais, com uma periodicidade, que acredito ser bimestral, pois se mostrou uma forma efetiva de reunirmos um número grande de pessoas para terem acesso a um tema específico. Também temos projetos de Cursos de Imersão, mais curtos, de Cirurgia Parendodôntica e Instrumentação Reciprocante.

Quais avanços mais recentes da Endodontia destaca?
A tecnologia se faz mais presente na rotina das áreas de saúde hoje e não podemos deixar de destacar a presença na odontologia de recursos de imagem mais avançados como a tomografia cone been, os sistemas CAD-CAM incorporados aos trabalhos restauradores e estéticos, assim como materiais e instrumentais muito mais precisos e seguros para aplicabilidade clínica. Além, é claro, da biotecnologia e bioengenharia inseridas no panorama da odontologia atual.

Hoje é imperativo que o profissional tenha uma visão multidisciplinar?
A Odontologia, assim como as áreas de saúde são multidisciplinares pois, cada parte de nosso corpo tem efeito sobre o todo. É impossível dissociar as áreas, desde todas as disciplinas básicas até as clínicas, indo do microscópio ao macroscópio, tudo é importante! Há uma máxima que diz, “há dentistas de dentes, dentistas de boca e dentistas de gente “; não tem como dissociarmos a parte do todo.

O que leva para 2021 de aprendizado e experiências vividas em 2020?
Foi um momento de crescimento e aprendizado pessoal e profissional! Esforços muito grandes foram feitos para que mantivéssemos a possibilidade de continuidade de nossa atividade profissional com qualidade. Cumpre ressaltar aqui o empenho e dedicação de todo corpo docente e da Coordenação da UNAERP, da Coordenação Odontológica da Secretaria da Saúde do município bem como da Diretoria da APCD, pois foram trabalhos que presenciei e acompanhei, para que o ensino de alto nível continuasse e mantivesse o atendimento odontológico viável e seguro. Veja que ressalto aqui o coletivo, que nos permite perceber a importância e o valor do trabalho conjunto!

O que espera de 2021?                
Como profissional e cidadão espero que aqueles que têm as rédeas de comando nos âmbitos Federal, Estadual e Municipal, tomem as decisões necessárias para o bem comum e para nossa evolução como sociedade!

A fé move o homem. Brufato Ferraz mantém sempre o foco e a fé?
Sempre! A fé é fundamental em nossa existência e ela que nos faz superar tudo. E o foco vem como consequência, uma vez que temos como missão a evolução constante em  todos os níveis, do pessoal ao profissional.

Que mensagem deixa para a família APCD-RP?
Primeiro minha gratidão, por fazer parte deste grupo, empenhado em colaborar com o crescimento e valorização da classe odontológica. Pensando a Odontologia viável e mais acessível, abrangendo um maior número de pessoas sempre. Votos de saúde e um ano repleto de realizações!
 

FONTE: Entrevista publicada no Informativo APCD-RP, de janeiro de 2021.
na Revista. APCD Ribeirão Preto.

(16) 3630-0711

Avenida do Café, 1080 - Ribeirão Preto (SP)
Ops... Preencha corretamente o formulário.
Obrigado! Seu formulário de inscrição foi encaminhado com sucesso.