Em pauta a Saúde Pública discutida no 39º CIOSP

Artur Rocha Martini acompanhou as palestras e discussões da Saúde Pública

A saúde pública, como nos anos anteriores, ocupou espaço no 39º CIOSP nos dias 29 e 30 de junho, discutindo as ações essenciais para ampliar e garantir assistência odontológica à população. Em foco “à Saúde Bucal no Brasil: onde estamos e para onde devemos ir?” O Wellington Mendes Carvalho, coordenador nacional de Saúde Bucal do Ministério da Saúde, participou do encontro.

O professor mestre Dr. Artur Rocha Martini, coordenador de Saúde Bucal e chefe da Divisão Odontológica da Secretaria da Saúde de Ribeirão Preto/SP, e atuante diretor tesoureiro da APCD Ribeirão Preto, acompanhou inúmeras palestras e discussões da Saúde Pública. Para falar sobre os temas e fazer suas ponderações a respeito entrevistamos o Dr. Artur Martini.

 


 
Artur Martini e Wellington Mendes Carvalho

 


ENTREVISTA
As colocações na íntegra de Dr. Artur Martini  


Quais as abordagens mais relevantes para a prática no dia a dia do atendimento à população? 
Nos tempos atuais é importante que o gestor municipal esteja antenado as várias ações e diferentes modalidades de processos de trabalho que acontecem nos municípios, em nosso estado, ou fora dele nos rincões de nosso Brasil. As metas propostas pelos gestores no âmbito federal implicam em um modo novo de agir de nós gestores a cada momento, e estas palestras poderão ser de grande valia para as ações a serem implementada em nossa cidade.


Quanto as   diretrizes para a prática clínica odontológica na atenção primária à saúde, algo novo?  
Artur Martini: Sim, hoje o que mais se busca é ofertar nas redes de atenção primária e pelas equipes de saúde bucal um serviço de excelência, dentro das possibilidades ofertadas em nossa rede de atendimento. O PREVINE BRASIL, programa do Ministério da Saúde, vem trazer parâmetros de medição destes atendimentos, e as equipes de Saúde Bucal estão empenhadas em atingir as metas propostas. Portanto, o indicador deste programa, que é a Primeira Consulta Odontológica de Gestantes, é o que mais estamos batalhando para atingir na rede odontológica Pública.


Como aprimorar a triagem e a organização da demanda? 
Artur Martini: É e sempre foi um nó esta Organização. Ribeirão Preto tem uma rede de atendimento Odontológico que sempre precisa ser melhorado e aprimorada, mas reorganizações de fluxo de atendimentos e melhoria aos acessos da população é sempre a meta a ser atingida. Principalmente dando condições ao Cirurgião Dentista e melhorando os consultórios para os atendimentos, sejam na Atenção Básica, ou no Centro de Especialidades Odontológicas


"Atenção à Saúde Bucal no Brasil: onde estamos e para onde devemos ir?", o que se vislumbrou para o futuro? 
Artur Martini: Sem dúvidas precisamos avançar muito no atendimento à população. Saber onde estamos e para onde desejamos ir é sem dúvida de suma importância, porém precisamos de recursos financeiros.
O Sub financiamento da Saúde, que ocorre desde o lançamento do SUS é, infelizmente, uma realidade, pois os gestores locais têm sempre que patrocinar a parte maior do bolo. Se tivéssemos mais recursos, fatalmente os índices de atendimentos e abrangências seriam maiores e a população estaria melhor assistida. Um tópico importante abordado, foi a melhoria nas tentativas de barra EAD, nos acessos ao Serviço público, já que os profissionais precisam ser capacitados após seu ingresso e sem dinheiro isto se torna, cada dia mais, complexo. 
A Saúde pública, não pode ver o mundo girar e ficar para trás. Este pensamento precisa mudar. As necessidades da população são as mesmas, todos querem o melhor para si. Equipar melhor as equipes, com aparelhagens de última geração, com materiais cada dia melhores, é de suma importância também, pois o futuro próximo "HIGH TECH " está em nosso horizonte em breve. Artefatos de bio Segurança, cada dia mais avançados, já fazem parte de nossa rotina e criar meios para todo este atendimento é obrigação de todo gestor. Participar com sua equipe. É para este futuro que devemos ir em breve.


De uma maneira geral, o que marcou como mais expressivo deste CIOSP? 
Artur Martini: Ao meu ver o marcante e totalmente positivo, foi a parceria entre as Entidades de Classe (APCD-ABCD x CROSP x CFO), além do Ministério da Saúde e da Secretaria Estadual da Saúde. Isto gerará inúmeras possibilidades, pois junto disto veio uma outra parceria extremamente importante que é o Ministério da Saúde.
Os membros do Ministério estavam todos presentes no Stand do CIOSP do MS, trazendo informações, orientações, vias de acesso e corrigindo percursos para todos os municípios. É muito oportuno e importante que isso ocorra pois temos a certeza de que estamos sendo orientados por quem sabe realmente.
Espero e creio que teremos mais e muitos outros benefícios com este CIOSP, e estaremos por um bom tempo ainda colhendo os frutos destas parcerias bem sucedidas.
 

Fonte: Revista APCD Ribeirão
edição julho.2022.


Publicado em 21/07/2022.

APCD Ribeirão Preto
APCD Ribeirão Preto
APCD Ribeirão Preto

(16) 3630-0711

Avenida do Café, 1080 - Ribeirão Preto (SP)
Ops... Preencha corretamente o formulário.
Obrigado! Seu formulário de inscrição foi encaminhado com sucesso.