Harmonização Orofacial: rejuvenecer é preciso!

Cefalometria, fisiologia, preenchimento e atendimento clínico no módulo de 02/2022 do Curso da APCD-RP

Harmonização Orofacial: rejuvenecer é preciso!

Mais um módulo do Curso de Especialização em Harmonização Orofacial da APCD-Ribeirão Preto foi realizado de 17 a 20 de janeiro.  A profa. Carolina Faccini discorreu sobre "Cefalometria e Fisiologia do envelhecimento facial" e a profa. Nicole Bettiol explanou sobre Harmonização Facial com técnicas de preenchimento. No último dia, utilizando as técnicas apresentadas foram feitos atendimentos de pacientes.

Focando na abordagem tridimensional com anatomia facial, ou seja, de como a face envelhece, o curso aborda todo o chamado meelting face, o derretimento facial com o envelhecimento apresentando procedimentos para alcançar excelentes resultados, com eficácia e segurança.

 "Temos hoje uma bagagem do conhecimento da anatomia humana e saber como as várias camadas que a formam enfrentam as alterações ocorridas com o tempo contribui para tratamentos mais individuais e resultados naturais", frisa Carolina Faccini.

A professora Carol Faccini, destaca que realizar a consulta de diagnóstico de uma face, para determinar suas alterações funcionais e estéticas devido ao envelhecimento é um desafio. Para auxiliar existe a Cefalometria e analises faciais que mostram essas alterações quando não são tão notáveis.

"Medidas, proporções, conceitos sobre o belo facial fazem toda diferença na escolha da quantidade dos produtos e no alcance de resultados que agradem o paciente", pontua a professora.


 

PREENCHIMENTO FACIAL

O preenchimento tem sido um recurso muito utilizado com resultados notórios de imediato.

De acordo com a professora Nicole Bettiol, existem muitos tipos de preenchimentos faciais, mas o padrão ouro, ÁCIDO HIALURÔNICO, é o mais abordado inicialmente no curso.

"Preencher uma face, injetar volume, melhorar características femininas e masculinas, equilibrar, rejuvenescer, tudo isso é possível com aplicações de ácido hialurônico", comenta Bettiol.

Salienta que com a popularização da Harmonização Orofacial, surgiram diversos tipos de Ácido Hialurônico no mercado.

'É preciso conhecer marcas, saber propriedades químicas físicas dos produtos, a ciência da Reologia e assim selecionar o mais adequado para aquele paciente. Tudo isso é abordado, sempre apresentando os resultados das pesquisas e as comprovações científicas", explica a professora Nicole Bettiol.

Instagram das professoras para contatos:  @nicolebettioldentista    @dra.carolfaccini   @hof_apcd


Fonte: Revista APCD Ribeirão 
Edição - fevereiro 2022


Publicado em 17/02/2022.

APCD Ribeirão Preto

(16) 3630-0711

Avenida do Café, 1080 - Ribeirão Preto (SP)
Ops... Preencha corretamente o formulário.
Obrigado! Seu formulário de inscrição foi encaminhado com sucesso.