CROSP promove o incentivo à escovação no Dia Mundial da Saúde Bucal

Neste dia 20 de março de 2024, como nos anos anteriores, muitas ações para promover informação e incentivar os bons hábitos relacionados à higiene dos dentes e da boca, pois eles são fundamentais para a manutenção e garantia da saúde bucal e geral

CROSP promove o incentivo à escovação no Dia Mundial da Saúde Bucal

Hábitos alimentares saudáveis e uma boa higienização bucal são fundamentais para manter a saúde oral em dia. A escovação, tarefa aparentemente simples, que pode garantir um sorriso bonito e saudável, ainda é realizada de forma inadequada e/ou insuficiente por muitas pessoas. O resultado da má higienização se resume em alto índice de cárie e doenças periodontais.

O Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP) aproveita a celebração do Dia Mundial da Saúde Oral (20 de março) para promover informação e incentivar os bons hábitos relacionados à higiene dos dentes e da boca, pois eles são fundamentais para a manutenção e garantia da saúde bucal e geral.

Antes de falar sobre técnicas de escovação, o cirurgião-dentista especialista em Dentística e professor universitário, Prof. Dr. Sergio Brossi Botta, explica que é preciso primeiro definir metas como: sempre escovar os dentes após cada refeição, seguindo a técnica correta; escovar também a língua; usar creme dental com flúor; complementar a higiene diária usando fio dental e um enxaguante bucal adequado.

O especialista acrescenta que a escova dental, alimentação e consultas ao cirurgião dentista também são considerados fatores determinantes que colaboram para a saúde oral. “É necessário utilizar escova dental macia, que deve ser trocada a cada 3 meses”. Além disso, é importante controlar a ingestão de açúcares refinados e alimentos açucarados mais pegajosos e complementar os cuidados fazendo check-ups odontológicos semestrais”.

Para uma escovação mais eficiente, Dr. Sergio esclarece que pode ser utilizada a técnica modificada de Bass, a qual permite uma limpeza sem provocar traumas nos dentes e nas gengivas. Ele explica que a escova deve ser posicionada em um ângulo de 45º em relação ao eixo longitudinal dos dentes. Os movimentos de escovação devem ser curtos e vibratórios, sem força excessiva e no sentido ântero-posterior. Na face oclusal dos dentes os movimentos de escovação também devem ser curtos e anteroposteriores, porém é permitido usar maior pressão para limpeza dessa área.

“A técnica que muitas pessoas utilizam no dia a dia que seria a técnica do “vai-e-vem” é ruim, pois agride o tecido periodontal, podendo causar retrações gengivais, pode causar mais abrasão dental, não promove limpeza eficiente das regiões interproximais dentais”.


Ação efetiva da escovação

Dr. Sergio explica ainda que, depois de comermos, os resíduos alimentares que ficam na superfície dental ao serem metabolizados pelas bactérias orais reduzem o pH da placa bacteriana que se torna ácido durante um período, o que, por sua vez, promove a desmineralização das estruturas rígidas dentais e resulta muitas vezes em lesões de cárie. Por isso, as regiões proximais dos dentes precisam ser limpas mecanicamente por meio da utilização do fio dental.

A pasta fluoretada auxilia na redução do pH crítico de desmineralização do esmalte e da dentina. As cerdas da escova dental fazem uma remoção mecânica mais eficiente das sujidades e da placa bacteriana da superfície dental. “Devemos utilizar escovas macias ou extra-macias com cerdas afiladas. Estas cerdas mais afiladas conseguem penetrar gentilmente no sulco gengival, auxiliando na limpeza destas regiões”.


Auxílio indispensável do flúor

O flúor, segundo o Dr. Sergio, é extremamente importante como método de prevenção de cárie, especialmente em um país onde nem todos têm acesso a tratamento dentário ou a dentifrícios (pastas dentais). Ele lembra que o fator de proteção do flúor é comprovado cientificamente e removê-lo totalmente da água e dos hábitos de higiene dental pode causar sérios danos aos dentes.

“Quando utilizado da forma e na quantidade corretas, o flúor não apresenta qualquer contra indicação, seja na água ou no creme dental. Deve ser observada a recomendação para crianças com menos de 5 anos de idade, que necessitam de atenção e alguns cuidados, pois ele tem que ser utilizado de acordo com as orientações profissionais, já que a associação de flúor na água de abastecimento público com o uso de creme dental fluoretado numa grande quantidade por uma criança de até 5 anos de idade pode vir a gerar fluorose (manchas brancas nos dentes)”, esclarece Dr. Sergio.

O especialista informa que o recomendado para crianças abaixo de 5 anos é utilizar a quantidade de creme dental equivalente a um grão de ervilha e que, independentemente do nível de risco individual de cada paciente para a doença cárie, os adultos devem usar creme dental fluoretado. “Como alguns adolescentes e adultos têm maior risco de formar cáries do que outros, pode ser que precisem de um uso mais intenso de flúor”, conclui ele.
 
 
Sobre o CROSP

O Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP) é uma autarquia federal dotada de personalidade jurídica e de direito público com a finalidade de fiscalizar e supervisionar a ética profissional em todo o Estado de São Paulo, cabendo-lhe zelar pelo perfeito desempenho ético da Odontologia e pelo prestígio e bom conceito da profissão e dos que a exercem legalmente.
Hoje, o CROSP conta com mais de 175 mil profissionais inscritos. Além dos cirurgiões-dentistas, o CROSP detém competência também para fiscalizar o exercício profissional e a conduta ética dos Técnicos em Prótese Dentária, Técnicos em Saúde Bucal, Auxiliares em Saúde Bucal e Auxiliares em Prótese Dentária.
Mais informações.


Publicado em 20/03/2024.

APCD Ribeirão Preto
APCD Ribeirão Preto
APCD Ribeirão Preto
APCD Ribeirão Preto

(16) 3630-0711

Rua Casemiro de Abreu, 660 - Ribeirão Preto (SP)
Ops... Preencha corretamente o formulário.
Obrigado! Seu formulário de inscrição foi encaminhado com sucesso.