EAP Cursos: APERFEIÇOAMENTO EM PRÓTESE SOBRE IMPLANTES
APCD Ribeirão Preto
EAP Cursos: ESPECIALIZAÇÃO EM ENDODONTIA - CREDENCIADO PELO CFO

Recordar é Viver

Recordar é Viver

“Fundamos  e consolidamos a APCD Ribeirão Preto, num curto espaço de tempo a  numa entidade forte, com um corpo associativo e diretivo em sintonia, composto de diretores efetivos e temporários, alguns com propostas e desafios, todos desenvolvendo seu papel, todos de fundamental importância”, salienta Dr. José Paulo Zanetti, primeiro presidente da Regional Ribeirão Preto da APCD, ao relatar algumas realizações de suas duas gestões. Dr. Zanetti é implantodontista e sócio fundador da APCD-Ribeirão Preto.

Segundo Dr. Zanetti, a APCD nasceu da vontade de um grupo de cirurgiões dentistas que freqüentavam assiduamente o Congresso Internacional de Odontologia de São Paulo e os cursos de aperfeiçoamento realizados na capital  e grandes cidades da região,  que  queriam se associar a APCD, para ter acesso às vantagens que só a APCD oferecia,  e queriam mais, trazer esses cursos para a cidade.

“Esse grupo se reuniu, se organizou e  fundou a Regional da APCD, na época com 105 associados”, destaca ele.

“O objetivo da Associação e dos diretores era de valorizar o cirurgião dentista, como pessoa e profissional perante a sociedade e  para que mudasse imagem  que se tinha do cirurgião dentista de ser explorador, que vivia da dor dos outros, mas um promotor de saúde”,  frisa Dr. Zanetti, para isso ocupou as ruas e as mídias, fez campanha, promoveu eventos interativos com a população em geral.

Entre as muitas realizações: destacam –se  a 1ª e 2ª Jornada da APCD-Ribeirão Preto, vários cursos com expoentes da Odontologia brasileira e mundial,  diversos  eventos sociais, jantares e encontros em Pubs, bingos beneficentes, etc.

 


ENTREVISTA

Jornal APCD-RP: Como surgiu o movimento para fundar a APCD-Ribeirão Preto?
Dr. José Paulo: A APCD nasceu da vontade política de um grupo de cirurgiões dentistas que freqüentavam assiduamente o Congresso Internacional de Odontologia de São Paulo e os cursos de aperfeiçoamento realizados em São Paulo e nas maiores cidades da região, menos em Ribeirão Preto. Um dia questionou-se, por  que não promover cursos em Ribeirão Preto? Essa conversa se estendeu para algumas reuniões aqui em Ribeirão Preto, em alguns colegas começaram a cobrar o por que de não haver cursos aqui, isto  porque a AORP havia fechado as portas para a APCD, nunca havia aceitado ser credenciada. Todo o grupo de jovens cirurgiões dentistas reconhecia a importância e a magnitude da AORP, e sem desrespeito nenhum, mas por quererem ser sócios da APCD, para ter acesso às vantagens que só a APCD oferecia e para trazer esses cursos para a cidade, além de obterem descontos em congressos, etc. Esse grupo convocou uma assembléia geral convidaram diversos cirurgiões dentistas  que se reuniram em assembléia  e assinaram a ata de fundação da APCD Regional de Ribeirão Preto e elegeram a primeira diretoria, na época com 105 associados. Após aprovado o processo pelo Conselho de Regionais da APCD, foi marcada a data de posse da diretoria, que ocorreu com uma sessão solene e coquetel, bancado pelas indústrias de Ribeirão Preto, no Stream Palace Hotel. E no dia seguinte a posse de diretoria, foi realizado o primeiro curso da Associação ministrado pelo professor Nelson Lascala com quase 300 inscritos, o que já aumentou o quadro associativo de 105 para quase 400 associados.  E com o advento da 1ª Jornada da APCD-RP, um ano depois, chegou-se a 1500 associados, sendo o evento , promovido pela associação, um sucesso.


Jornal APCD-RP: Como passou a ser o dia-a-dia da Associação?
A associação passou a realizar cursos mensais, nacionais e internacionais, sendo que o primeiro curso de implante em Ribeirão Preto foi realizado em 1989 com o professor do Rio de janeiro.  Em 1990, foi realizado curso com um Professor  Dr. Arun Garg,  da Universidade  de Miami, com certificado expedido p/ universidade de Miami e chancela da APCD. A casa da APCD era o Stream Palace, sempre com Anfiteatros lotados. A parte cientifica ativa e a social também intenso, com muitos jantares e encontros em Pubs da cidade.
Jornal APCD-RP: Que objetivo tinha a associação na época?
O objetivo da Associação e dos diretores era valorizar o cirurgião dentista, como pessoa e profissão perante a sociedade, para que mudasse a  imagem de ser explorador, que vivia da dor dos outros, mas um promotor de saúde. Com esse intuito a APCD ocupou as ruas e as mídias falada, escrita e televisiva, mostrando a importância de prevenção, com campanhas de fluoretação das águas, além do programa Odontologia na Praça, durante a 1ª Jornada da APCD, no Adelino Simione, Vila Virginia e no Alto do Ipiranga.  Simultaneamente, um grupo de música desenvolvia músicas lambada, cujas letras tinham cunho odontológico, acadêmicos USP – apresentavam peças de teatro, ensinando a fazer a higienização correta, destacando importância da prevenção e do uso do fio dental.  Acadêmicos visitavam casas convidando a população que respondeu  comparecendo ao evento. Foram distribuídas 15 mil escovas e 15 mil fio dental da Oral B. No ano seguinte, o Congresso Internacional de Odontologia de São Paulo, a exemplo do Odontologia na Praça, lançou o projeto Odontologia Comunidade.


Jornal APCD-RP: Houveram outras ações com cunho institucional?
Com cunho institucional, trouxemos, pela primeira e única vez, o acervo do Museu de Odontologia de São Paulo, inclusive com a primeira cadeira de CD do Brasil, utilizada na Faculdade de Odontologia de Salvador, para ficar exposto durante 30 dias no espaço do Ribeirão Shopping. A iniciativa foi viabilizada com o apoio de  Luís Médice  e Sica – superintendente  e diretor de marketing do de Ribeirão Shopping, além de Artur Biagi  da Dabi Altante  e Elias Rosental presidente  do Instituto Museu de Odontologia de São Paulo  –I MOSP. Paralelamente desenvolvemos no mesmo espaço uma campanha com professores e alunos em estandes montados no local, esclarecendo a população sobre especialidades da Odontologia, como ATM, Reabilitação Oral, Dentística, Prótese, Periodontia. A população recebia informações sobre a área de atuação de cada uma, as principais doenças e as ações preventivas, entre elas a visita periódica ao dentista. Essa foi uma forma de divulgar a Jornada e ao mesmo tempo valorizar a Odontologia e o cirurgião dentista.
Jornal APCD-RP: A 1ª Jornada foi uma grande realização de sua gestão e um sucesso. Como foi?
A 1ª Jornada da APCD-RP, organizada inicialmente para 1200 congressistas, reuniu 2500 pessoas, contou com a participação de expressivos políticos, um deles sempre destacado como presidente de honra. A Feira Comercial contou com a participação de grandes indústrias do ramo. Na mídia, mensagem publicitária, lançada duas semanas antes de sua realização, convidava o CD para o evento e estimulava o paciente a perguntar ao seu dentista se ele estava participando e se atualizando.  O custo médio dos cursos era de US$ 10. O objetivo não era de lucro, mas servir o associado, viabilizando sua atualização profissional, para ampliar seu campo de atuação e conseqüentemente aumentar seu ganho. Para isso foram promovidos também vários cursos de gerenciamento de consultório, com professores de São Paulo. Participaram da 1ª Jornada da APCD-RP renomados professores: Myiaki  Issao, Mondelli, Antoniazzi, entre outros.


Jornal APCD-RP: E as atividades sociais, eram muitas?
Durante a 1ª jornada a atividade social foi intensa. Trabalharam para isso as diretoras do Departamento Social Claudete Garcia, Fabíola Alquimin, Biatriz e Heloisa. Foram realizados jantares comemorativos, com apresentação de orquestra sinfônica, encontros de Pubs, Jantares na Recreativa, Noite do Crepe, do Queijo e do Vinho, onde os convidados eram cirurgiões dentistas e profissionais afins, além de familiares. O diferencial estava no custo: sempre baixo.  Os convites sempre eram esgotados.

 
Jornal APCD-RP: O sucesso da 1ª Jornada motivou outras iniciativas?
Intensificamos as atividades científicas. Buscamos integrar a Odontologia a outras áreas: fonoaudiologia, fisioterapia e Prótese. Promovemos vários cursos, alguns internacionais e abertos a esses profissionais. Nossa visão é de que profissionais que atuam em áreas comuns devem ter uma visão comum. Com isso a APCD cresceu tanto no conceito da população como no do próprio   cirurgião dentista.
Promovemos a 2 ª Jornada da APCD-RP, com cunho internacional, trouxemos , entre outros expressivos nomes, os professores  Dr. Nasser  Borges do Texas, Dr. Arun Garg, Dr. José dos Santos Jr, entre outros.  Apesar do momento de crise no país, reuniu 1 800 participantes, sendo coroada de sucesso!
Ainda visando dar oportunidade de atualização profissional, montávamos caravanas, para os Congressos Internacionais de São Paulo, promovidos pela Central, disponibilizando ônibus para levar os congressistas da cidade e região. Chegamos a reunir 550 profissionais em uma caravana.


Jornal APCD-RP: Enquanto presidente da APCD-RP, quem participou de suas gestões?
Transformamos e consolidamos  a APCD Ribeirão Preto como uma entidade forte, com um corpo associativo e diretivo em sintonia, composto de diretores efetivos e temporários, alguns com propostas e desafios, todos desenvolvendo seu papel, todos de fundamental importância, referenciamos a todos, através de alguns que não podemos deixar de citar aqui: Pedro Bistane, Paulo Fracon, Paulo Alves, Marcelo, Mauricio, Artur, Bia, Claudete, Fabíola, Heloisa, Paulo Ribas, César Garcia, Renato, Sebastião Minorim, Mario Sérgio, Edgar, José Antonio Salomão, José Ignácio Salomão, Lóssio, além do suporte de Baldacci, Ezio Bruzaldin, da APCD Central Fernando Araujo do CORE e indiscutivelmente, o apoio das empresas em geral – indústrias e comércio  de Odontologia de Ribeirão Preto. Todos, sem exceção, sempre dispostos a colaborar com a nossa gestão.  Atuamos como presidente durante quatro anos, durante nossas gestões promovemos vários cursos, vários deles internacionais, promovemos duas jornadas, foram mandadas  milhares de  malas diretas, além dos muitos outros eventos científicos e sociais, com grande sucesso.  Realmente são realizações que valem a pena relembrar, momentos áureos da Odontologia Ribeirãopretana.

(16) 3630-0711

Avenida do Café, 1080 - Ribeirão Preto (SP)
Ops... Preencha corretamente o formulário.
Obrigado! Seu formulário de inscrição foi encaminhado com sucesso.